Política

MP pede a condenação de vereador que custeou transferência eleitoral de adolescentes

“O agente público transgrediu a Lei de Improbidade Administrativa”, acusa o órgão

Publicado por: Wanderson Camêlo 12/01/2021, 14:28

O fato aconteceu em Nova Santa Rita-PI. O acusado é o vereador Gildeson Barroso Coelho, mais conhecido por Gildim Barroso (PSD). 

O Ministério Público informou, nesta segunda-feira (11), que ajuizou ação civil pública contra o parlamentar. “O agente público transgrediu a Lei de Improbidade Administrativa”, acusa o órgão. 

O vereador Gildeson Barroso Coelho, mais conhecido por Gildim Barroso (Foto: reprodução/Facebook)

De acordo com o MPPI, Gildeson Barroso custeou o transporte, para o alistamento eleitoral, de seis adolescentes moradores de Capitão Gervásio Oliveira. O fato aconteceu no dia 29 de agosto de 2019. 

“O agente público tinha plena intenção em se beneficiar com a ‘cortesia’, tanto com a candidatura de sua mulher para o cargo de conselheira tutelar, como para sua candidatura à reeleição para o cargo de vereador de Nova Santa Rita nas eleições municipais de 2020”, ressaltou o promotor de Justiça Jorge Pessoa, autor da ação.

Além da condenação do réu, o MPPI requer a produção de provas, em especial o depoimento pessoal do réu e das testemunhas. 

Gildim foi reeleito com 187 votos. Não conseguirmos contato com ele para tratarmos sobre o assunto. 

Leia também

Contato
  • (86) 99972-0111
  • jornalismo@teresinafm.com.br


Anuncie conosco
  • (86) 98153-2456
  • comercial@teresinafm.com.br
Teresina FM