Banner de Aniversário

Política

Wellington ameaça processar Ciro e cobra compensação do governo federal para pagar piso dos professores

As declarações foram dadas nesta segunda-feira (07) em entrevista à imprensa

Publicado por: Wanderson Camêlo 07/02/2022, 15:22

O governador do Estado, Wellington Dias (PT), ameaçou processar Ciro Nogueira devido a ataques feitos pelo ministro (da Casa Civil). Uma das ofensas foram feitas no último sábado, 05, durante o evento em que Silvio Mendes (PSDB) foi anunciado como pré-candidato ao executivo piauiense.

“Se houver algo que caracterize crime, eu vou agir. Eu apelo é que estamos começando um ano eleitoral; nós vamos fazer uma eleição aceitando essa forma de xingamento, baixaria? Enfim, eu acredito que não é isso que a população quer. Eu não entro nessa arena”, falou o petista. 

Wellington Dias ameaçou processar o ministro Ciro Nogueira (Foto: Wanderson Camêlo/Teresina FM)

Nesse sábado, Nogueira chamou o petista de mentiroso. “O governador Wellington não está normal, quem conhece o Wellington sabe que ele está com um sentimento de que o seu reinado no estado do Piauí está chegando ao fim. Ele está saindo do contexto; eu espero que ele saiba sair […]. É um homem que se acostumou a mentir, a mentira, para ele, se tornou coisa natural”, disse o ministro.

A troca de farpas entre os dois aumentou depois que o senador Marcelo Castro (MDB), na semana passada, em entrevista a um meio de comunicação local, declarou que Ciro vem agindo para barrar a destinação de recursos de emendas parlamentares, principalmente os da bancada do MDB, para o Piauí. Dias endossou o depoimento do colega de base destacando, dentre outras coisas, que o ministro tentou inviabilizar o empréstimo de
R$ 600 milhões feito pelo Governo do Piauí junto ao Banco Itaú.

O ministro da Casa Civil, Ciro Nogueira (Foto: Wanderson Camêlo/Teresina FM)

Piso dos professores

O governador piauiense também falou sobre o cumprimento do novo piso nacional do magistério. Ele prometeu novamente reajustar em 33% (aumento anunciado pelo governo federal) o salário dos docentes da rede estadual de ensino, mas não deu prazo para que isso aconteça.

O petista, aliás, disse ter acionado os Ministério da Educação e Economia, através do Fórum dos Governadores, no sentido de fazer com que o governo federal banque a despesa extra.

“Nós vamos pagar, conforme foi estabelecido, o piso de R$ 3.885 e isso vai ser cortando de várias áreas. Acertamos agora no Fórum dos Governadores, por unanimidade, de direcionar ao ministro da Educação e ao ministro da Economia, com base da Lei do FUNDEF e também na Lei do FUNDEB, para, sempre que a União criar uma despesa extra, ela seja obrigada a bancar. Vários municípios não têm condições de pagar, tenho testemunhos de que vários municípios não vão conseguir cumprir essa regra”, pontuou Wellington.

As declarações foram dadas nesta segunda-feira (07), em entrevista à imprensa, na solenidade de entrega de cinco viaturas para a Polícia Civil, além de munições e coletes à prova de bala para a secretaria de Segurança. O evento ocorreu no Quartel do Comando Geral da Polícia Militar do Piauí, zona sul de Teresina. 

Contato
  • (86) 99972-0111
  • jornalismo@teresinafm.com.br


Anuncie conosco
  • (86) 98153-2456
  • comercial@teresinafm.com.br
Teresina FM