Banner de Aniversário

Política

João Vicente se filia ao Podemos e demonstra mágoa com o grupo de Ciro: “Ficou estranho”

A filiação acontece na manhã desta quinta-feira em evento com o ex-ministro Sérgio Moro

Publicado por: Wanderson Camêlo 10/02/2022, 17:16

O ex-senador e empresário João Vicente Claudino é o novo membro do Podemos-PI. A filiação aconteceu nesta quinta-feira (10), no Teresina Shopping, zona Leste da capital, e contou com a presença do ex-ministro Sérgio Moro e da deputada federal Renata Abreu, presidente nacional da legenda.

Ex-senador João Vicente Claudino agora pertence ao Podemos (Foto: Wanderson Camêlo/Teresina FM)

JVC estava filiado ao PTB, do qual era presidente regional, mas decidiu buscar outro rumo desde novembro do ano passado. Em entrevista à Teresina FM, logo após a filiação, o ex-senador disse que chega apenas para ajudar a sigla nas eleições deste ano, ou seja, sem interesse em pleitear algum cargo.

“É o que eu digo, não adianta a gente forçar a barra, em política a gente não pode dizer que não participa, que não esteja pronto para disputar. Só não está pronto para disputar aquele que não está filiado a um partido político. A condição de elegibilidade é você ter uma filiação partidária. Então, eu tenho uma filiação partidária, tenho vida limpa, não tenho processo que me afaste de uma disputa, mas não tenho plano político-pessoal para este ano”, ponderou João Vicente.

Da solenidade de filiação também participaram a deputada federal Renata Abreu, chefe da executiva nacional do Podemos, e o presidente da agremiação no Piauí, Fábio Sérvio.

O empresário também falou sobre a saída do time de Ciro Nogueira, presidente nacional do Progressistas. JVC chegou a ficar próximo de se filiar ao PP, participou ativamente das conversas para alçar o ministro à condição de pré-candidato ao governo do Estado. Ciro desistiu do projeto para administrar a Casa Civil, em julho de 2021; pouco antes disso o ex-senador despachou o grupo oposicionista e ele explicou o motivo.

Fábio Sérvio, João Vicente Claudino, Sérgio Moro e Renata Abreu (Foto: Wanderson Camêlo/Teresina FM)

“Estávamos com o grupo, conversando, unidos, estava até no lançamento de candidatura [pré-candidatura] do senador Ciro Nogueira ao governo do Estado, que não se efetivou e, de repente, quando ele entrou no ministério, o clima desse ambiente em relação ao meu nome ficou muito estranho. Então eu preferi me afastar, eu não vendo a alma para estar em política”, disse João Vicente.

O empresário nega, mas especula-se que ele tenha tomado a decisão porque não conseguiu aval para entrar na dobradinha que vai disputar o executivo piauiense este ano. Nogueira optou por Silvio Mendes, cabeça de chapa, e a deputada federal Iracema Portella (Progressistas), pré-candidata a vice. 

O Podemos pensa em se federar com o Cidadania para disputar o governo do Estado do Piauí. O cabeça de chapa, portanto, ficaria a cargo de Washington Bonfim (Cidadania). Resta a definição sobre a vice e também sobre a vaga de senador; Fábio Sérvio é especulado no espaço.

Contato
  • (86) 99972-0111
  • jornalismo@teresinafm.com.br


Anuncie conosco
  • (86) 98153-2456
  • comercial@teresinafm.com.br
Teresina FM