Banner de Aniversário

Política

Dr Pessoa se reúne com vereadores para tratar sobre passe livre

O presidente do parlamento municipal, Enzo Samuel, esteve presente

Publicado por: Wanderson Camêlo 13/01/2023, 09:21

O prefeito de Teresina, Doutor Pessoa (Republicanos), reuniu um grupo de vereadores para tratar sobre o Programa Municipal de Passe Livre. A proposta foi anunciada nesta quarta-feira, 11, pelo chefe do executivo teresinense e ainda precisa do aval do parlamento municipal para passar a vigorar.

O prefeito Doutor Pessoa dialogando com um grupo de vereadores de Teresina sobre a situação do transporte coletivo da capital (Foto: Divulgação)

O grupo de vereadores foi liderado pelo presidente da Câmara de Teresina, Enzo Samuel (PDT), que, antes de partir para a reunião, falou com a reportagem da Teresina FM e destacou que não foi procurado, de forma antecipada, por Pessoa para tratar sobre o programa. O projeto ainda não chegou à Câmara, que volta do recesso em fevereiro.

“Não chegou aqui a esta Casa, mas, quando chegar vamos debater da melhor forma possível”, destacou apenas Enzo.

O vereador Enzo Samuel, presidente da Câmara de Teresina (Foto: Wanderson Camêlo/Teresina FM)

Também compareceram ao encontro, realizado nesta sexta-feira (13), com o prefeito os vereadores Dudu (PT), Pollyana Rocha (PV), Markim Costa (Republicanos), Venâncio (PSDB), Teresinha Medeiros (União Brasil) e Allan Brandão (PDT).

“Recebi com alegria a visita dos amigos vereadores da Câmara Municipal de Teresina. Agradeço a cordialidade do poder legislativo em nome de seu presidente, Enzo Samuel. Não tenho dúvidas de que a Câmara Municipal continuará sendo parceira do poder executivo na apreciação dos projetos de interesse de nossa cidade”, escreveu Doutor Pessoa em seu perfil no Facebook.

Sobre o Programa Municipal de Passe Livre

A proposta do programa é contemplar pessoas desempregadas e em situação de vulnerabilidade social; hoje têm direito ao passe livre idosos, pessoas com deficiência, policiais militares, policiais civis, agentes penitenciários e oficiais de justiça. O executivo afirma que gasta aproximadamente R$ 10 milhões para custear o transporte coletivo da capital.

A ideia da Prefeitura é dar início ao programa ainda no primeiro semestre deste ano. Faz-se necessária a análise dos vereadores porque para que haja a ampliação das gratuidades a legislação municipal tem que ser modificada.

O vice-presidente do Sindicato das Empresas de Transportes Urbanos de Passageiros de Teresina (Setut), Marcelino Lopes, manifestou-se nesta quinta-feira (12) dizendo que a entidade não esperava o anúncio feito pelo chefe do executivo municipal e que a frota de ônibus disponível atualmente não conseguiria dar conta da demanda prevista no projeto do programa. A declaração foi dada em entrevista coletiva realizada na sede do sindicato, centro da capital.

Contato
  • (86) 99972-0111
  • jornalismo@teresinafm.com.br


Anuncie conosco
  • (86) 98153-2456
  • comercial@teresinafm.com.br
Teresina FM