Banner de Aniversário
Gif sobre a atualização do site do detran pi.

Política

Crise no transporte: Líder do Governo na Câmara de Teresina rebate críticas de deputados sobre a prefeitura

Para ele, os críticos “estão se aproveitando do problema que passa hoje o povo de Teresina”

Publicado por: Wanderson Camêlo 10/02/2023, 10:54

O líder do governo na Câmara Municipal de Teresina, Antônio José Lira (Republicanos), mostrou chateação com as críticas de deputados à prefeitura devido ao caos que vive o sistema de transporte público da capital. Para ele, os críticos “estão se aproveitando do problema que passa hoje o povo de Teresina”.

“É obrigação de deputado estadual e do federal lutar por Teresina. É a nossa capital, e é bem-vinda a ajuda. Veja quais são desses deputados que todos os dias estão dando entrevista, se aproveitando do problema que passa hoje o povo de Teresina, que o prefeito Doutor Pessoa é o principal interessado em resolver, se eles deram algum centavo de emenda…”, esbravejou Lira.

Antônio José Lira, líder do governo na Câmara de Teresina (Foto: Wanderson Camêlo/Teresina FM)

Um dos que vem atacando o executivo municipal por conta da problemática do transporte público é o presidente da Assembleia Legislativa do Piauí (Alepi), Franzé Silva (PT). Em visita ao presidente da Câmara de Teresina, Enzo Samuel, na segunda-feira (06), ele defendeu a instauração de um estado de calamidade pública na cidade para que seja aberto um novo processo de contratação de empresas de ônibus.

“Se eu fosse prefeito de Teresina, já teria decretado calamidade pública no sistema de transporte coletivo, que, há anos, se arrasta em uma situação catastrófica. Quem perde é nosso povo mais pobre, os trabalhadores, as empresas que sofrem com as dificuldades enfrentadas pelos seus colaboradores”, assinalou Franzé na ocasião.

O presidente da Assembleia Legislativa do Piauí (Alepi), Franzé Silva (Foto: Wanderson Camêlo/Teresina FM)

Ameaça de greve

A situação do sistema só não voltou a piorar porque os donos de empresas de ônibus entraram em acordo com a Superintendência Municipal de Transportes e Trânsito (Strans) para o pagamento dos direitos trabalhistas de motoristas e cobradores referentes ao mês de janeiro deste ano. O acordo foi selado nesta quarta-feira, 08, em reunião entre representantes das três partes no Ministério Público do Trabalho. 

Ficou definido que o executivo municipal repassaria R$ 1,5 milhão, referente a subsídios, para que os pagamentos fossem realizados. 

“Até quando a ineficiência da gestão pública municipal vai prejudicar o teresinense? Precisamos de respostas. Em agosto do ano passado protocolei ofício no TCE solicitando a apuração dos contratos, planilhas e atos administrativos vinculados à concessão do transporte coletivo em Teresina. Precisamos saber quem deve a quem e o tamanho da dívida – que prejudica a população, trabalhadores e empresas concessionárias do serviço de transporte público”, destacou o deputado federal Merlong Solano (PT), através de postagem feita na segunda-feira, 06, em seu perfil no Instagram.

Motoristas e cobradores de ônibus paralisaram as atividades na última segunda-feira e ameaçavam entrar em greve caso não recebessem seus direitos trabalhistas em atraso.

Contato
  • (86) 99972-0111
  • jornalismo@teresinafm.com.br


Anuncie conosco
  • (86) 98153-2456
  • comercial@teresinafm.com.br
Teresina FM