Banner de Aniversário

PIAUÍ

Presidente da Alepi quer audiência com secretário de Segurança para debater prevenção contra violência em escolas

Não foi divulgada informação sobre o prazo para apresentação, no plenário da Alepi, do requerimento

Publicado por: Wanderson Camêlo 12/04/2023, 10:05

O presidente da Assembleia Legislativa do Piauí, Franzé Silva (PT), prometeu articular a realização de uma audiência entre integrantes da Casa e o secretário de Justiça do Estado, Chico Lucas, para tratar sobre a prevenção contra atos de violência em escolas. O debate foi proposto pelo deputado estadual Gessivaldo Isaías (Republicanos) na sessão plenária desta terça-feira, 11, na Alepi.

“Vou solicitar uma audiência com o secretário Chico Lucas para que ele receba a comissão de Segurança da Casa ou uma comissão de deputados para sabermos quais providências estão sendo tomadas e saber como o poder legislativo pode ajudar nessa questão”, afirmou Franzé após discurso de Gessivaldo na tribuna.

Prédio da Alepi (Foto: Wanderson Camêlo/Teresina FM)

Não foi divulgada informação sobre o prazo para apresentação, no plenário da Alepi, do requerimento solicitando a realização da audiência. 

O integrante do Republicanos no parlamento piauiense aproveitou, ainda na sessão de ontem, para defender a importância de um projeto de sua autoria que prevê várias ações em termos de Segurança Pública, nas escolas da rede estadual de ensino, para evitar atos de violência como o ocorrido em Santa Catarina, Sul do país. Um homem, no dia 05 de abril deste ano, invadiu uma creche localizada em Blumenau e matou quatro crianças. 

O presidente da Assembleia Legislativa do Piauí, Franzé Silva (Foto: Wanderson Camêlo/Teresina FM)

Ameaças a escola em Teresina

A Polícia Civil do Piauí apreendeu dois menores de idade suspeitos de replicarem mensagens, em uma rede social, ameaçando realizarem um atentado em uma escola na zona norte de Teresina. O caso aconteceu este mês.

Durante a ação, realizada nesta terça-feira, 11, a polícia apreendeu aparelhos celulares. Posteriormente os dois menores, de 12 anos e 14 anos de idade, foram ouvidos na Delegacia de Repressão e Combate aos Crimes de Informática (DRCI). 

“No depoimento ambos, que são alunos da escola, confessaram o envio das mensagens alegando que seria uma brincadeira e um deles relatou que o motivo seria o bullying que sofria por parte dos colegas”, informou, através de nota divulgada nesta terça-feira, a Secretaria de Segurança do Piauí. 

A investigação do caso ficará a cargo da Delegacia do Menor Infrator de Teresina.

Contato
  • (86) 99972-0111
  • jornalismo@teresinafm.com.br


Anuncie conosco
  • (86) 98153-2456
  • comercial@teresinafm.com.br
Teresina FM