Saúde

Médicos do Estado param hospitais públicos por três dias

Os médicos que trabalham para o Estado paralisaram as atividades por três dias (72 horas) em todos os hospitais públicos. Segundo o Sindicato dos Médicos […]

Publicado por: Luciano Coelho Repórter: Luciano Coelho 27/05/2019, 10:10

Os médicos que trabalham para o Estado paralisaram as atividades por três dias (72 horas) em todos os hospitais públicos. Segundo o Sindicato dos Médicos (Simepi) estão suspensos atendimentos e procedimentos programados, o atendimento de urgência e emergência continuam. A paralisação acontece de hoje (27) até o dia 29.

De 1.250 médicos no Piauí, pelo menos 750 aderiram à manifestação, segundo o Sindicato.  O Simepi ainda informou que tem mais de 300 médicos trabalhando sem contrato no interior do Piauí. Boa parte atua como serviço prestado e estes estão com cinco meses de salários atrasados.

Médicos paralisaram atividades alegando condições de trabalho e melhores salários

O primeiro movimento foi realizado em frente ao Hospital Getúlio Vargas (HGV). Os pacientes que chegaram no local em busca de atendimento foram informados que consultas, exames e cirurgias eletivas foram cancelados.

Os atendimentos que estavam programados para os dias da paralisação no HGV foram remarcados para entre os dias 11 a 2 de julho.

O  presidente do Simepi, médico Samuel Rego, disse que a categoria reivindica melhores condições de trabalho e de salários.  “Falta roupa para entrar no centro cirúrgico. Está faltando luvas para o médico poder pegar nos pacientes, sem o risco de contaminar eles. Está faltando equipamento na cardiologia, na oftalmologia, hospital infantil não tem vaga”, assinalou o presidente.

Leia também

Contato
  • (86) 99972-0111
  • jornalismo@teresinafm.com.br


Anuncie conosco
  • (86) 98153-2456
  • comercial@teresinafm.com.br
Teresina FM