Banner de Aniversário

Teresina

Climatologista explica alta incidência de chuvas com ventos fortes

O JT2 recebeu o professor Werton Costa para falar sobre as tempestades no estado.

Publicado por: Lilian Oliveira 07/02/2023, 15:39

Matéria de Rebeca Vieira

O programa JT2 entrevistou nesta terça-feira (07) o professor e mestre em geografia, Werton Costa, sobre as chuvas acima da média ocorridas em fevereiro. O professor explica que foi observado algumas condições ditas como extremas, especialmente se tratando dos ventos na capital.

“Tudo está relacionado com a quantidade de energia que entra na formação do temporal. Quando eu falo, por exemplo, energia, está muito relacionado à quantidade de sol, quantidade de calor. E quando nós temos uma condição mais quente, o que acontece é que as chuvas são potencialmente mais severas. E isso nós observamos no Piauí. Isso não quer dizer que está chovendo em todo o Piauí, muito pelo contrário. A gente tem uma temporada irregular, com os volumes e na distribuição. Porém, onde a chuva está caindo, ela está vindo de forma intensa”, declara ele.

Professor e mestre Werton Costa. (Foto: Reprodução/Instagram)

A ventania violenta é cada vez mais presente nas chuvas, e se torna uma questão a ser tratada, especialmente quando se fala de precauções e medidas de segurança.

“A gente precisa amadurecer muito a questão da gestão da rede elétrica e da rede de abastecimento d’água durante períodos de escassez, de estiagem e período de chuva. De tal forma que, se a gente não tiver um conhecimento de toda a nossa cobertura vegetal, de todas as nossas árvores, do estado de saúde dessas árvores; se as companhias de energia, por exemplo, como a Equatorial, não se apropriarem da informação meteorológica, não começarem a trabalhar com a previsão, treinar melhor suas equipes, conscientizar a população, a gente vai conviver com essa situação absurda, de falta de energia, de grandes danos,  porque a exceção está virando a regra. Ou seja, que aquilo que antes era pontual, chuva com raio, chuva com vento, está se tornando uma constante”, aponta.

Costa ainda afirma que, sim, os ventos das chuvas estão mais fortes, e que apesar das nuvens carregadas estarem indo para o Maranhão, a tempestade segue para o lado contrário. A previsão para o Carnaval, no entanto, é que haja algumas ocorrências de chuva.

“As pessoas querem brincar com segurança, né? A gente se privou tanto, passamos por essa pandemia horrível e estamos superando ela, então nada mais que justo que o piauiense que é um povo alegre brincar de forma saudável.  E esse negócio de temporal com vento, com raio, não é legal.  O fato é que a previsão, ela aponta sim para período da folia algumas ocorrências de chuva. Não teremos chuva em todo o estado do Piauí, mas algumas chuvas mais intensas, e aí nós temos que ter um cuidado redobrado”, declara o professor.

Confira a entrevista na íntegra:

Contato
  • (86) 99972-0111
  • jornalismo@teresinafm.com.br


Anuncie conosco
  • (86) 98153-2456
  • comercial@teresinafm.com.br
Teresina FM