Cidades

Juiz federal condena ex-prefeito por desviar dinheiro de escolas

O juiz federal de São Raimundo Nonato, Pablo Baldivieso, condenou o ex-prefeito de Várzea Branca, Joao Dias Ribeiro, o João Melancia, a quatro anos e […]

Publicado por: Wanderson Camêlo 14/05/2019, 20:59

O juiz federal de São Raimundo Nonato, Pablo Baldivieso, condenou o ex-prefeito de Várzea Branca, Joao Dias Ribeiro, o João Melancia, a quatro anos e seis meses de prisão, juntamente com o empresário Luciano Macário de Castro, a dois anos e reclusão, por desvio de dinheiro para a construção de salas de aulas no município.

Ex-prefeito de Várzea Branca, Joao Dias Ribeiro, o João Melancia (Foto: Reprodução)

A denúncia foi feita pelo Ministério Público com base na Operação Pastor, que apurou a inexecução de obras púbicas custeadas com recursos federais em municípios do Piauí.

No caso de Várzea Branca, o dinheiro para a construção e reforma de escolas nas localidades Altamira e Caranguejo no valor de R$ 600 mil que deveriam ser construídas pela Construtora Cristal Ltda. foram desviados da finalidade.

Segundo a Justiça, o ex-prefeito pagou o valor integral por obra não concluída. A pena privativa de liberdade atribuída ao empresário foi convertida em restritiva de direito, com prestação de serviços à comunidade. E a pena de pagamento de dois salários mínimos.

No caso do prefeito, a pena não foi convertida, por que é superior a quatro anos. E tanto João Melancia quanto Luciano de Castro não podem exercer função pública por um período de cinco anos.

Por Luciano Coelho/ Júnior Medeiros

Leia também

Contato
  • (86) 99972-0111
  • jornalismo@teresinafm.com.br


Anuncie conosco
  • (86) 98153-2456
  • comercial@teresinafm.com.br
Teresina FM