Economia

Piauí discute parceria com o Mercosul para atração de investidores

Para viabilizar a parceria, o Governo do Estado vai realizar empreendimentos em infraestrutura

Publicado por: Wanderson Camêlo 11/09/2019, 15:37

 Foto: Reprodução

O secretário de Estado do Planejamento, Antonio Neto, se reuniu, na manhã desta quarta-feira (11), com o presidente da Câmara de Comércio do Mercosul, Miguel Lujan Paletta, para discutir a viabilidade de um termo de acordo com o objetivo de atrair investidores internacionais para o Estado.

Foto: Divulgação/Alepi

Antonio Neto explicou que deverá ser formalizada uma parceria. “Nós estamos discutindo, formatando e dialogando um termo de acordo. Neste termo nós vamos estabelecer uma série de possibilidades de parcerias, que preveem uma experiência inicial, uma espécie de projeto piloto, no Território dos Cocais, para trabalhar arranjos produtivos naquela região e atrair investidores”, relatou o secretário.

Para viabilizar a parceria, o Governo do Estado vai realizar empreendimentos em infraestrutura, com a melhoria da rede elétrica, internet, rodovias e fornecimento de água na região e a Câmara de Comércio do Mercosul vai trabalhar para captar investidores. “Nós estamos em um processo de construção dessa parceria. Uma série de reuniões já foram realizadas e nós já estamos avançado na parte técnica. O Governo do Estado já está trabalhando na infraestrutura. Retomamos as obras da Rodovia PI 112, que liga os municípios de Miguel Alves a Porto e estamos em tratativas, por meio da Secretaria de Estado do Desenvolvimento Econômico e Tecnológico (Sedet), com a Equatorial Energia, que é a empresa responsável pelo fornecimento de energia para o Estado, para apresentar um plano de trabalho que permita reforçar a linha de transmissão daquela região, viabilizando a instalação de empresas naquele território”, disse o secretário do Planejamento.

Para Miguel Paletta, o encontro foi muito proveitoso. “Estamos avançando muito no projeto em construção com o Estado do Piauí. Teremos boas notícias no futuro próximo, principalmente para a cidade de Porto, que contará com novos investidores muito em breve”, afirmou.

O prefeito de Porto, Dó Bacelar, também presente ao encontro, disse que o próximo passo da reunião é assinar o termo de convênio entre o Mercosul e o Governo do Estado. “Nós já estamos trabalhando em uma minuta para tornar oficial essa parceria. Consonante a tudo isso, estamos pedindo celeridade nas obras de infraestrutura, pois as empresas internacionais virão. Já recebi a visita de empresários chineses e japoneses e o que eles precisam é energia, internet e estradas. São pequenas coisas que a gente tem que resolver, para viabilizar grandes investimentos para Porto, para as regiões dos Cocais e para o Piauí como um todo”, declarou Bacelar.

Para a superintendente de Planejamento Estratégico e Territorial da Seplan, Rejane Tavares, é preciso deixar claro quais são as prioridades da região. “Eles estão trabalhando o aproveitamento das potencialidades locais, como a indústria farmacêutica e a indústria cosmética. Mas o que sai desse encontro é que a gente precisa diagnosticar quais as prioridades de investimento para aquela região, para que a Câmara do Mercosul atraia investidores com o perfil que nós almejamos para aquele território”, ressaltou.

Também participaram da reunião Landerson Carvalho, superintendente de Desenvolvimento Econômico, da secretaria de Estado de Desenvolvimento Econômico e Tecnológico (Sedet), Pedro Duarte, da Federação do Mercosul e Neuza Machado, diretora do Comitê do Mercosul no Piauí.

Fonte: Governo do Estado do Piauí

Leia também

Contato
  • (86) 99972-0111
  • jornalismo@teresinafm.com.br


Anuncie conosco
  • (86) 98153-2456
  • comercial@teresinafm.com.br
Teresina FM