Banner de Aniversário

Geral

Setut afirma que não há necessidade de ampliar frota de ônibus na capital

A Strans determinou, na quarta-feira (08), aumento da frota de ônibus de Teresina

Publicado por: Lilian Oliveira 09/12/2021, 15:31

Após a Superintendência Municipal de Transportes e Trânsito (Strans) determinar o aumento da frota atual de ônibus para 250 veículos, o Sindicato das Empresas de Transportes Urbanos de Passageiros de Teresina (SETUT), através do Consórcio SITT, informou, nesta quinta-feira (09), que a demanda atual de passageiros não justifica o acréscimo de ônibus estipulado pela Strans. (Confira a nota ao final da matéria).

Crise do transporte público reduziu significativamente número de ônibus em Teresina (Foto: Reprodução)

Segundo o gerente de Planejamento de Transportes da Strans, Felipe Leal, 200 ônibus circulam em Teresina no momento, o que equivale a 95% da frota nova. De acordo com o gestor, a demanda de passageiros na capital aumentou em 200 mil e, por isso, a necessidade de ampliar a quantidade de veículos. 

O Setut, por sua vez, destacou que o pedido de aumento de 25% na quantidade de veículos na frota operante, não está acompanhado dos devidos estudos técnicos que comprovem tal necessidade.

Além disso, o Setut esclareceu que se a STRANS der as garantias necessárias para que sejam arcados os custos extras, antecipadamente pelo órgão gestor, “certamente serão realizados os acréscimos solicitados”.

Nota do Setut sobre o assunto:

O Sindicato das Empresas de Transportes Urbanos de Passageiros de Teresina (SETUT), através do Consórcio SITT, informa que enviou ainda nessa semana, ofício para a Strans tratando sobre a Ordem de Serviço determinada pelo órgão municipal. O Sindicato informou da impossibilidade de aumentar a frota de ônibus, uma vez que a demanda atual transportada não justifica a colocação dos 250 ônibus operantes, e cita ser extremamente necessária a disponibilidade financeira do órgão gestor em arcar, antecipadamente, com o aumento dos custos operacionais decorrentes.

Além disso, o documento apresenta gráficos e estudos técnicos onde comprovam que a atual quantidade de veículos ofertados está maior do que a demanda transportada. A entidade informou também que o pedido de acréscimo de 25% na quantidade de veículos na frota operante, não está acompanhada dos devidos e necessários estudos técnicos que comprovem tal necessidade.

O SETUT reiterou que se a STRANS der as garantias necessárias para que sejam arcados esses custos extras, antecipadamente pelo órgão gestor, certamente serão realizados os acréscimos solicitados.

Matéria relacionada

Contato
  • (86) 99972-0111
  • jornalismo@teresinafm.com.br


Anuncie conosco
  • (86) 98153-2456
  • comercial@teresinafm.com.br
Teresina FM