Em Tempo

Seguro morreu de velho.

A Assembleia Legislativa amanheceu cercada por grades.

É o medo dos servidores rondando suas excelências de paletó e gravata.

Os mistérios do Piauí.

Estado economiza 300 milhões de reais e não consegue escapar da Lei de Responsabilidade Fiscal.

O Diário Oficial talvez consiga explicar.

Quem anda apertando o vereador Luís Lobão é o deputado João Madison.

Guerrilheiro da tropa de choque do deputado Themístocles Filho, ele agora anda cobrando uma definição de Lobão.

Tipo tem que dizer logo em quem vai vogar para prefeito.

O deputado Júlio Arcoverde já andou conversando ao pé do ouvido com o governador Wellington Dias.

Foi levar o pedido de desculpas do senador Ciro Nogueira no caso dos áudios.

E assegurar os votos do Progressistas à reforma da previdência.

Era tudo que Wellington Dias queria ouvir.

 

Eleição agora é com ele mesmo.

O advogado Valter Alencar Rebelo é pré-candidato a prefeito de Teresina.

Diz ele que é uma exigência de seu partido, o PSL.

Rebelo, pelo visto, gostou da brincadeira.

O governo faz de tudo para não discutir a reforma da previdência na Assembleia Legislativa.

Mas surgiu um complicador para os planos oficiais.

Os servidores públicos ameaçam entrar em greve geral por conta disso.

Os governistas não esperavam uma reação desse tipo.

Os conselhos tutelares de Teresina também andam num miserê danado.

Falta do papel para fazer ofício à gasolina para o carro.

Algumas coisas eles estão resolvendo fazendo vaquinhas.

Mas outras não há vaquinha que dê jeito.

Se for mesmo candidato a prefeito, o apresentador Silas Freire já sabe o que não deve e não pode fazer durante a campanha eleitoral.

O Republicanos, seu partido, não aceita de jeito nenhum que ataque o candidato apoiado pelo prefeito Firmino Filho.

Sendo assim, quem entra na alça de mira de Silas Freire é o candidato Doutor Pessoa, do MDB

Contato
  • (86) 99972-0111
  • jornalismo@teresinafm.com.br


Anuncie conosco
  • (86) 98153-2456
  • comercial@teresinafm.com.br
Teresina FM