Esporte

Esporte é Notícia #45: Diretoria do Flu-PI garante Marcelo Vilar no comando e Kawan Pereira leva ouro nos saltos no Canadá

Presidente do Abelhas Rainhas acredita em vaga na Série A3 após derrota; professor Edson Macário vence título no basquete

Publicado por: Eric Souza 14/06/2022, 14:20

Vilar e Mário Sérgio no Flu-PI

Atual campeão estadual, o Fluminense-PI atravessa um momento extremamente delicado na Série D do Brasileirão. A derrota para o Moto Club no sábado (11), pela nona rodada da Quarta Divisão, afastou ainda mais a equipe do G-4 do Grupo A2 e contribuiu para a ingrata marca de sete partidas sem vencer.

Marcelo Vilar, técnico do Fluminense-PI (Foto: Divulgação/Fluminense E.C.)

Diante da sequência de maus resultados, muitos especularam a saída do treinador Marcelo Vilar. No comando técnico do Tricolor desde agosto do ano passado, o comandante é homem de confiança da diretoria do clube e, ao menos por ora, permanece no cargo apesar de toda a pressão sofrida nas últimas semanas, garante o gerente de futebol Vicente Medeiros.

“Pensamos em fazer um trabalho diferente, sólido. Trocar o treinador não é uma estratégia vista com bons olhos por mim e pelo doutor João [Vicente Claudino, presidente de honra do Flu-PI]. Entendo que a torcida esteja chateada, afinal, nosso perfil é de um time altamente vencedor em todas as categorias. Mas vamos identificar os erros e tentar nos recuperarmos ainda dentro do campeonato”, assegura o gestor.

Outro nome importante que estaria com os dias contados no Vaqueiro é o atacante Mário Sérgio. O artilheiro do Brasil, com 24 gols marcados em 2022, teria recebido propostas de clubes de divisões superiores e até mesmo do exterior, de acordo com a imprensa local. Questionado sobre o craque, Vicente não negou que haja conversas em andamento, mas destacou que o contrato de Super Mário tem vigência até o final da Série D.

Mário Sérgio, atacante do Fluminense-PI (Foto: Aldo Carvalho/Fluminense E.C.)

“Caso apareça uma equipe boa que tenha interesse nele, o Flu-PI não colocará obstáculos. Combinamos com Mário que o liberaríamos para um clube de porte maior se essa fosse sua vontade. Estamos preparados para isso e, inclusive, já vemos algumas peças que podem substituí-lo. É importante que haja rodízio dentro do time”, salienta.

Com ou sem Vilar e Mário Sérgio, o Tricolor volta a entrar em campo no próximo sábado (18), às 16h, diante do 4 de Julho, na Arena Ytacoatiara, em Piripiri, pela décima rodada do torneio nacional. Ambos os representantes piauienses necessitam da vitória para seguirem com a viva esperança de classificação para a próxima fase.

Abelhas Rainhas na Série A3

Vice-campeãs do Piauí, as Abelhas Rainhas saíram em desvantagem na estreia pela Série A3 do Brasileiro Feminino. Diante do Paraíso-TO, a equipe do Piauí perdeu por 2 a 1, na tarde de sábado, pela primeira fase da competição inédita.

Para Quitéria Alves, presidente do clube, a longa viagem até o Tocantins, feita de ônibus a fim de permitir ao elenco um espaço de tempo maior para treinos durante o retorno, prejudicou o físico das atletas.

Quitéria Alves, presidente do Abelhas Rainhas (Foto: Reprodução)

“A equipe sentiu a viagem, fizemos os trajeto no sacrifício. Era possível ter feito mais dois gols e segurado o placar. Meu meio-campo desequilibrou ainda no primeiro tempo”, lamenta a dirigente.

Contudo, a cartola atesta que acredita em uma virada favorável ao Abelhas, uma vez que as adversárias não se encontram em plenas condições físicas.

“Suspeito que o elenco delas tenha sido montado recentemente. Vamos treinar forte para reverter essa situação. Terei à disposição quatro jogadoras que não estiveram em campo no jogo de ida a fim de construir a vitória sem recorrer ao desgaste das penalidades”, completa.

Abelhas Rainhas sofrem revés no jogo de ida no Tocantins (Foto: Divulgação/Paraíso E.C.)

Na partida de volta, marcada para o próximo sábado, no Lindolfo Monteiro, em Teresina, as meninas de Picos precisam vencer por dois gols de diferença para avançarem de forma direta às oitavas de final. Caso a vantagem seja de apenas um gol, a classificação será decidida nos pênaltis. Se houver empate ou nova vitória do Paraíso, as tocantinenses seguem no torneio.

Piauiense Sub-18 de Basquete

A equipe do Babaçu, liderada pelo educador físico Edson Macário, coordenador do Núcleo de Basquete da Fundação Nossa Senhora da Paz, em Teresina, conquistou o Campeonato Piauiense Sub-18 da modalidade.

Na decisão, o Babaçu derrotou o CPI, na sexta-feira (10), na quadra do colégio no bairro Ilhotas, Centro da capital, pelo placar de 90 a 92.

O jogo, nas palavras do próprio professor Edson, foi “emocionante até o último segundo” e contou com “casa cheia”. Segundo o treinador, um ataque de seu time no lance final definiu o vencedor em um “ritmo alucinante”.

Atletas do Babaçu ao lado do professor Edson Macário (Foto: Arquivo Pessoal)

“Quero agradecer à rádio [Teresina FM] pela grande repercussão que deu para a nossa escolinha, além de todos que doaram camisas, calções, basqueteiras e dinheiro. Vencemos a primeira competição do ano e todos os meninos tinham seus respectivos calçados, que lhes deram segurança para superar os favoritos e impressionar o público”, celebra.

O destaque do confronto que rendeu o título ao Babaçu fica por conta do atleta Daniel Victor, cestinha da partida com 45 pontos. De acordo com Edson, o elenco voltará às quadras para a disputa dos Jogos Escolares em busca de uma vaga nos Jogos Estudantis Brasileiros.

Ouro de Kawan Pereira nos Saltos

O atleta piauiense Kawan Pereira, 10º lugar nos saltos ornamentais nas Olimpíadas de Tóquio, faturou a medalha de ouro, ao lado da carioca Ingrid Oliveira, na final da plataforma sincronizada mista do Grand Prix do Canadá, disputada neste domingo (12).

A dupla do Brasil somou 281,76 pontos e superaram os donos da casa Katelyn Fung e Matt Cullen, que terminaram com 243,03.

Ingrid Oliveira, à esquerda, e Kawan Pereira, à direita, faturam medalhas (Foto: Divulgação/CBSO)

Além do ouro de Kawan e Ingrid, a delegação brasileira conquistou outras três medalhas. No sábado, a própria Ingrid ficou em primeiro lugar na disputa individual feminina na plataforma de 10 m; Rafael Fogaça e Anna Lúcia Santos levaram a prata no trampolim sincronizado misto.

O próximo desafio do Time Brasil está marcado para a próxima sexta-feira (17), no Campeonato Mundial de Esportes Aquáticos, sediado em Budapeste, na Hungria.

Austrália na Copa do Mundo

A Austrália confirmou seu lugar como a penúltima seleção classificada para a Copa do Mundo na tarde desta segunda-feira (13). Diante do Peru, no estádio Ahmed bin Ali, em Al Rayyan, no Catar, o país oceânico, que representa a Confederação Asiática de Futebol (AFC), venceu nos pênaltis por 5 a 4 e assegurou vaga no torneio mundial, cujo início está previsto para novembro.

O tempo regulamentar, terminado em um enfadonho 0 a 0, foi superado por uma disputa de penalidades emocionante e um tanto curiosa, com destaque para o goleiro australiano Redmayne, que entrou no fim da prorrogação e defendeu a cobrança peruana que garantiu a classificação dos Socceroos.

Em cima da linha, Redmayne fez vários movimentos aleatórios e conseguiu desviar a atenção do atacante Alex Valera, que desperdiçou o último pênalti do Peru e amargou a eliminação da nação sul-americana.

Agora o Grupo D do Mundial está completo: além da Austrália e da atual campeã França, Dinamarca e Tunísia integram a chave. A estreia dos australianos ocorre no dia 22 de novembro, no estádio Al Janoub, em Al Wakrah, contra os franceses.

Confira o quadro no Jornal da Teresina 1ª Edição desta terça-feira (14):

Matérias relacionadas:

Contato
  • (86) 99972-0111
  • jornalismo@teresinafm.com.br


Anuncie conosco
  • (86) 98153-2456
  • comercial@teresinafm.com.br
Teresina FM