Banner de Aniversário

Em Tempo

Deu n’O Antagonista:

O relator da reforma previdenciária, Samuel Moreira, “foi informado de que, se insistir em contemplar o funcionalismo dos estados e municípios em seu texto, será derrotado”, diz a Folha de S. Paulo.

E mais:

“Um auxiliar de Paulo Guedes ouviu que tentar estender as novas normas a governadores e prefeitos vai custar, de saída, 70 votos no plenário.”

A nova paralisação ocorre porque o governo estadual até agora não esboçou nenhuma disposição em procurar resolver o problema dos hospitais públicos.

São hospitais que não oferecem condições pelo menos razoáveis de atendimento.

E o governo continua fazendo de conta que não é com ele.

Lá vem ele.

João Amoedo, o presidente do Novo,  anuncia que desembarcará em Teresina no próximo dia 26.

Vem com a missão de reforçar a estrutura do partido no Piauí, numa programação que deverá incluir vários eventos.

Em sua equipe a presença da vereadora Janaina Lima, de São Paulo.

Advinha só o que vem por aí neste Piauí velho cansado de guerra.

Mais um empréstimo, claro.

O governo tá criando coragem para apresentar à Assembleia Legislativa um novo pedido que pode chegar a cifra de 2 bilhões de reais.

O contentamento nos meios oficiais é visível.

Na bancada do Piauí no Senado a coisa é mais ou menos como o lema dos mosqueteiros medievais.

É todos por um.

E foi assim que Ciro Nogueira, Marcelo Castro e Elmano Ferrer votaram favoravelmente a MP do INSS.

O brasileiro é direitista e democrata, segundo a pesquisa encomendada pela Universidade Vanderbuilt, em parceria com a FGV.
E ninguém é tolo.
Os dados mostram que, para 29% dos brasileiros, todos os políticos são corruptos. Para outros 50%, mais da metade dos políticos são corruptos. Para 15%, metade. Para 6%, menos da metade. Só 1% teve o atrevimento de responder que nenhum político é corrupto.

O ex-prefeito Silvio Mendes voltou àquela situação que ele mais gosta.

Silvio adora ser cortejado e adora ainda mais se fazer de difícil.

De qualquer  forma, PSDB e MDB

 Estão querendo bancar sua candidatura a prefeito de Teresina quando 2020 chegar.

 

O governo federal planeja enviar ao Congresso, ainda nesta terça-feira(4) o projeto de lei que altera a validade da Carteira Nacional de Habilitação.

A proposta muda de cinco para dez anos o prazo para renovação do documento.

Promessa de campanha, lembram?

 

 

Contato
  • (86) 99972-0111
  • jornalismo@teresinafm.com.br


Anuncie conosco
  • (86) 98153-2456
  • comercial@teresinafm.com.br
Teresina FM