Política

Convenção do Solidariedade gera polêmica entre vereadores

O presidente nacional do Solidariedade, deputado Paulinho da Força, participa da convenção estadual do partido amanhã (25), no plenarinho da Assembleia Legislativa, em Teresina. Na […]

Publicado por: Wanderson Camêlo 24/04/2019, 18:01

O presidente nacional do Solidariedade, deputado Paulinho da Força, participa da convenção estadual do partido amanhã (25), no plenarinho da Assembleia Legislativa, em Teresina. Na solenidade, o partido vai filiar os prefeitos de Luzilândia, Valença e Novo Oriente. No Piauí, Paulinho da Força ainda receberá título de cidadania teresinense proposto pelo vereador Fábio Dourado. A convenção já gerou polêmica entre os vereadores da capital.

O Solidariedade está se preparando para disputar as eleições municipais no Piauí em 2020. O presidente do Solidariedade no Piauí é o deputado estadual Evaldo Gomes confirmou o reforço no partido com fins para as eleições.

“Nos preparamos para montar uma bancada de vereadores na Câmara de Teresina. E trabalhamos para crescer o número de prefeitos no interior”, argumentou Evaldo Gomes.
E também já começaram as polêmicas no partido. O vereador de Teresina, Major Paulo Roberto (Solidariedade), disse que não foi convidado para participar da Convenção Municipal do partido. E avisou que não pretende sair do partido, onde está há quatro anos. O deputado Evaldo Gomes disse que não tinha que convidar o Major Paulo Roberto porque quem está organizando a convenção é outra pessoa. Ele ainda comentou que o partido não tem interesse no vereador Major Paulo Roberto.

Por Luciano Coelho

Leia também

Contato
  • (86) 99972-0111
  • jornalismo@teresinafm.com.br


Anuncie conosco
  • (86) 98153-2456
  • comercial@teresinafm.com.br
Teresina FM