Política

TRE-PI mantém mandato da prefeita de Esperantina

O Tribunal Regional Eleitoral do Piauí negou, por unanimidade, a cassação da prefeita de Esperantina, no julgamento de uma Ação de Investigação Judicial Eleitoral (Aije). […]

Publicado por: Wanderson Camêlo 13/05/2019, 17:32

Foto: Reprodução

O Tribunal Regional Eleitoral do Piauí negou, por unanimidade, a cassação da prefeita de Esperantina, no julgamento de uma Ação de Investigação Judicial Eleitoral (Aije). Além de Vilma Amoriam; o vice-prefeito, Jânio Ferreira de Aguiar Filho; José de Araújo Dias e Raimundo Nonato Farias Trigo, também respondiam ao processo.

Foto: Diário do Longá

O recurso eleitoral foi impetrado pela Coligação “Unidos Por Uma Nova Esperantina”, encabeçada pelo candidato Marlos Sampaio, por suposto abuso do poder econômico e político.

A denúncia era que as obras do governo do Estado realizadas pela Agespisa e DER-PI foram feitas para beneficiar politicamente a candidatura de Vilma Amorim. O objetivo seria rediscutir matéria julgada anteriormente, em 2018, pelo juiz da comarca de Esperantina, Arilton Rosal, que também julgou o pedido de cassação como improcedente.

“Seguindo o voto do juiz relator, Astrogildo Mendes de Assunção Filho, o recurso eleitoral contra a prefeita Vilma foi desprovido, por unanimidade, pelo TRE-PI. A Corte entendeu que não houve abuso de poder político e econômico, visto que as ações questionadas pela Coligação Unidos Por Uma Nova Esperantina fazem parte do trabalho contínuo da Administração Pública e que não devem parar em razão de ser ano eleitoral”, explica o advogado de defesa da prefeita de Esperantina, Wildson Oliveira.
Os demais juízes do TRE-PI acompanharam o entendimento de que as obras realizadas pelo Governo do Estado seguiram um cronograma previamente estabelecido, sem indícios de favorecimento à prefeita de Esperantina.

Leia também

Contato
  • (86) 99972-0111
  • jornalismo@teresinafm.com.br


Anuncie conosco
  • (86) 98153-2456
  • comercial@teresinafm.com.br
Teresina FM