Política

Wellington diz que prisão de Lula resultou da combinação entre juiz e procurador

O governador Wellington Dias comentou o vazamento das conversas entre o ministro da Justiça, então juiz Sérgio Moro, e o procurador da República, Deltan Dallagnol, […]

Publicado por: Wanderson Camêlo 10/06/2019, 14:26

Governador Wellington Dias. (Foto: Raisa Magalhães)

O governador Wellington Dias comentou o vazamento das conversas entre o ministro da Justiça, então juiz Sérgio Moro, e o procurador da República, Deltan Dallagnol, sobre denúncia contra o ex-presidente Lula. Segundo as conversas vazadas pelo The Intercept, Moro teria orientado Dallagnol sobre a denúncia.

Welington Dias disse que essa situação da prisão de Lula chamou a atenção do mundo. Segundo ele, as revelações demonstram que há um jogo de disputa de poder pelo poder. Para Wellington, utilizaram o Ministério Público e o Judiciário para dar um resultado político.

“O que houve foi uma medida para impedir que um líder, que tinha legalmente o direito de dar entrevista, e que sua opinião repercute na sociedade. Inclusive foram descumpridas decisões. Isso é ruim para todos e a verdade sempre vence e sempre vem à tona”, comentou Wellington Dias.

O presidente do PT no Piauí, deputado federal Assis Carvalho, se manifestou por meio das redes sociais. Ele comentou que Sérgio Moro e o procurador agiram juntos numa farsa que resultou na condenação sem provas do ex-presidente Lula, para tirá-lo da disputa eleitoral.

“A matéria do The Intercept joga luz sobre a parcialidade de Sérgio Moro, revelando como juiz e acusação agiram juntos numa farsa que resultou numa condenação sem provas, retirando Lula da disputa eleitoral de 2018. Isso é muito grave! Mostra que o processo contra Lula tem de ser anulado”, disse Assis Carvalho.

Luciano Coelho/ Júnior Medeiros

Leia também

Contato
  • (86) 99972-0111
  • jornalismo@teresinafm.com.br


Anuncie conosco
  • (86) 98153-2456
  • comercial@teresinafm.com.br
Teresina FM