Saúde

FMS: Vacina contra gripe está disponível gratuitamente em Teresina

A Fundação Municipal de Saúde (FMS) de Teresina está executando a Campanha de Vacinação contra a Gripe desde o dia 10 de abril e segue […]

Publicado por: Wanderson Camêlo 23/04/2019, 15:39

Foto: Reprodução

A Fundação Municipal de Saúde (FMS) de Teresina está executando a Campanha de Vacinação contra a Gripe desde o dia 10 de abril e segue vacinando todas as pessoas do grupo prioritário até o dia 31 de maio. A meta da capital é vacinar 191.021 pessoas e até o momento vacinou 14.999 indivíduos pertencentes aos grupos prioritários, equivalendo a 7,87% da cobertura vacinal.

“Convocamos as gestantes, mulheres com até 45 dias de pós parto, crianças de seis meses a menores de seis anos, os idosos, trabalhadores da saúde, professores e pessoas com doenças crônicas, como diabetes e asma, para se vacinar”, alerta Amariles Borba, diretora de Vigilância em Saúde da FMS. Fazem parte também dos grupos prioritários: funcionários do sistema prisional, presos e agora os policiais civis, militares, bombeiros e membros ativos das Forças Armadas.

“Já começamos com as tratativas e fazer contato com os comandos das instituições para analisarmos o número de vacinados e a logística da vacinação. Este novo grupo, que abrange policiais civis, militares, bombeiros e membros ativos das Forças Armadas, será vacinado quando as doses extras forem enviadas pelos Ministério da Saúde”, informa Amariles Borba.

Este ano, a vacina trivalente ofertada pelo Sistema Único de Saúde (SUS) para grupos específicos protegerá contra os vírus H1N1, o H3N2 e o influenza do tipo B Victoria. A influenza é uma doença respiratória infecciosa de origem viral, seu agravamento pode levar ao óbito, especialmente nos indivíduos que apresentam fatores ou condições de risco para as complicações da infecção (crianças menores de 5 anos de idade, gestantes, adultos com 60 anos ou mais, portadores de doenças crônicas não transmissíveis e outras condições clínicas especiais).

A imunização da população (grupos prioritários) contra a influenza é importante porque a doença pode levar a complicações como a pneumonia, podendo ser causada pelo próprio vírus ou por infecção bacteriana. Além disso, a proposta da vacinação é de evitar ou diminuir o número de internações e mortes substancialmente, não só pela infecção primária, mas também as infecções secundárias. O uso do antiviral está indicado para todos os casos de síndrome gripal com condições e fatores de risco para complicações e de síndrome respiratória aguda grave, independentemente da situação vacinal. No entanto, o Ministério da Saúde, por meio das campanhas nacionais de imunização, prioriza os grupos mais vulneráveis para infecção pelo vírus.

Leia também

Contato
  • (86) 99972-0111
  • jornalismo@teresinafm.com.br


Anuncie conosco
  • (86) 98153-2456
  • comercial@teresinafm.com.br
Teresina FM